PorkWorld - O Mega Portal da Bovinocultura de Corte Brasileira

S&P: J&F quer R$ 8 bilhões com desinvestimentos; Vigor já está à venda

A venda dessas empresas está diretamente ligada à capacidade da J&F de cumprir...

Sexta-feira, 16 de Junho de 2017 às 13h03

S&P: J&F quer R$ 8 bilhões com desinvestimentos; Vigor já está à venda

... o acordo de leniência firmado com a justiça e sob análise do STF.

A J&F já tem planos de desinvestimentos em curso e planeja levantar pelo menos R$ 8 bilhões no curto prazo, aponta a agência de classificação de risco S&P.  Citando informações da administração da própria empresa, a agência afirma que a holding já colocou em processo de venda a Vigor Alimentos e as linhas de transmissão sob suagestão, enquanto ainda analisa a alienação de outros ativos — a Eldorado Celulose, a calçadista Alpargatas e a companhia do setor de higiene e limpeza Flora. A S&P lembrou que a venda dessas empresas está diretamente ligada à capacidade da J&F de cumprir o acordo de leniência firmado com a justiça e sob análise do STF. Caso aprovado, o acordo garantiria a continuidade das operações da J&F mediante o pagamento de uma multa de R$ 10,3 bilhões ao longo dos próximos 25 anos. “Atualmente, nós acreditamos que a J&F está mais dependente das vendas de ativos do que antes para manter o pagamento de seus compromissos financeiros”, afirma a S&P. 

Para a agência, mesmo que o estágio dos desinvestimentos ainda seja incerto quanto ao ritmo e aos montantes, a J&F conta com um “considerável portfólio”, avaliado em mais de R$ 18 bilhões. A S&P nota que a venda de ativos da J&F apontadas em relatório são apenas hipotéticas e não há garantias de que sejam concretizadas. Caso a venda da Vigor, Alpargatas, Eldorado e outros ativos for liquidada, a S&P afirma que reavaliará a classificação de risco da J&F. Ontem, a agência rebaixou a classificação das empresas controladas pela J&F, cuja nota de risco passou de ‘B+’ para ‘B-‘. “Na nossa opinião, os casos de corrupção também destacam a incapacidade do grupo em implantar mecanismos de controle de risco, indicando uma grave deficiência de governança, o que pesa em seu perfil de risco”, avaliou a agência. Além da holding, a agência rebaixou a JBS, a Pilgrim’s Pride, controlada do frigorífico, e a Eldorado.

Fonte: Valor

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Receba FREE a Revista on-line e a Newsletter Semanal
Ave World - O Mega Portal da Avicultura Brasileira